segunda-feira, 12 de março de 2018

105 - Song Of Origin
♫ EMMY CURL (#01)



Já tenho dito por aqui que na música me apaixono com facilidade e que quando uma paixão assolapada me atinge, ouço uma música ou um artista quase até me fartar. 
É da minha nova paixão que este post de hoje fala, assim como mais algumas publicações que se lhe seguirão.

Conheci a Catarina Miranda no Festival RTP da Canção e fiquei como que enfeitiçada pela sua candura e modo genuíno de estar em palco. Deu voz à canção n.º6 «Para Sorrir Eu Não Preciso De Nada», de autoria do pianista e compositor Júlio Resende, e ficou no honroso segundo lugar.

Curiosa sobre o seu passado musical, fui descobrir que está ligada à música desde muito nova e que compõe e interpreta as suas próprias canções, tendo já um vasto repertório e álbuns editados com o nome artístico EMMY CURL.

É sobre ela que vos venho falar e convidar a ir descobrindo. Nas próximas publicações falarei mais sobre ela e sobre a sua música. Hoje fica aqui o tema «Song Of Origin». Apreciem...




Para acompanhar a letra, clicar AQUI


15 comentários:

  1. Também gostei imenso de a ouvir no Festival. Muito boa esta tua publicação, Afrodite. Deste-me a conhecer a artista que está por detrás da Catarina Miranda do Festival RTP da Canção 2018!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. E se tiveres paciência, vais poder conhecer muito mais nas próximas publicações.

      Obrigada Ricardo.
      Beijinhos festivaleiros
      (^^)

      Eliminar
  2. E eis-te de volta em grande - YESSSSSSS :-)

    Linda a música com uma letra magnifica, de regresso de recomeço.

    Bora lá menina, que a vida sem música seria um erro
    Beijocas tantas

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. NN,

      Obrigada linda! :))
      Eu prometi-te... e cumpri.
      A Emmy Curl (Catarina Miranda) vai continuar por aqui. Espero sinceramente que gostes.


      Beijos muitos... porque sim
      (^^)

      Eliminar
  3. Bem vinda querida!
    Gostei da escolha.

    Beijinho com muito carinho.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Adélia,

      Vamos ver se este mês foge à média de publicações dos últimos dois meses... :))


      Obrigada pelo beijinho 💙
      Um bem grande para ti também
      (^^)

      Eliminar
  4. Não conhecia. Tem uma voz muito bonita e sabe cantar. Gostei.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Catarina,

      Sabe cantar sim, estudou no conservatório e teve aulas de canto. Irei falar disso nos posts seguintes.
      Fico contente por teres gostado... pois este é um nome a fixar e que merece divulgação.


      Beijinhos no tom perfeito
      (^^)

      Eliminar
  5. Como pôde passar-me despercebida no Festival da canção ?... "Pecador me confesso": Realmente, eu sou muito "fraquinho" nestas coisas das canções ! :((
    Certo, que não vi (ouvi) o Festival com toda a atenção. Somos (sou) um pouco levados pelos nomes mais sonantes e sinceramente, da Catarina Miranda não tinha ouvido nada e por isso, não esperava muito! Também a desconhecia com o nome Emmy Curl. :(
    No fim uma enorme surpresa pela sua vitória, na apreciação do Juri !!! ...
    Claro que ao ouvi-la posteriormente ao 2º lugar (geral) me pareceu "outra coisa" realmente digna de uma muito maior atenção de todos nós !
    De Gaia, com 27 anos, tendo começado aos 15 !!!
    Será que "burro velho" não "chega lá" ?! ... mas "agora" gosto !!! eheheh
    Tenho pena, já que (Rui Veloso), "não se ama alguém que não ouve a mesma canção".
    :(((

    Beijo musical, aos teus ouvidos, que aos meus, sairia "rasca". :)))

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Rui,

      Ela não é de Gaia, é transmontana de Vila Real.
      Mas não te menosprezes porque eu também não a conhecia! Mas mal lhe pus "a vista em cima" fiquei inquieta e curiosa para saber mais sobre ela. Foi a isso que me propus quando idealizei fazer uma série de publicações sobre ela e a sua música, que acho que merece divulgação. Eu falo por mim... que tenho pena não a conhecer há mais tempo.


      Beijinhos a sorrir
      (^^)

      Eliminar
  6. Na verdade não segui o festival com muita atenção e nem vi a final, mas ouvindo agora aqui e através dos teus links, acho que tens razão. Gostei. :)

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Luísa,

      Eu não ver um Festival só mesmo por muito azar ou se andar muito distraída. Já houve um ano em que até foste tu que me lembraste. :)

      Eu acredito que ainda vamos ouvir falar muito deste nome e eu já estou a contribuir para isso ajudando a divulgar o seu trabalho.


      Beijinhos minha querida
      (^^)

      Eliminar
  7. Praticamente, não vi e ouvi o Festival, porque não sou fã de festivais, fiquei "traumatizada" há anos com a pobreza destes.
    Mas tinha ouvi falar nesta jovem, vi na net a canção e merecia ganhar.
    Tem uma voz muito fresca e pura.
    Gostei de cá vir
    Beijinho

    ResponderEliminar
  8. Na minha modesta opinião, embora a canção que ganhou não seja má (é bem boa), quem deveria ter vencido era a Catarina.
    Não conhecia esta canção. Nem sabia nada acerca da cantora... Obrigado pela partilha.
    Bom fim de semana, amiga Afrodite.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  9. A bem da verdade, com excepção para o passado ano, tendo por base as prometidas e concretizadas inovações no formato do festival da canção, confesso que havia anos que não acompanhava este último. Mas até pela respectiva inovação coincidente com a extraordinária vitória do Salvador Sobral, este ano voltei a estar minimamente atento e como tal, na minha modesta opinião, sem prejuízo da canção que ficou em terceiro lugar e que de momento não recordo o titulo nem o interprete, de resto quer pela musica, quer pela letra, quer pela interpretação subjacentes à Catarina Miranda, esta teria para mim sido a justa vencedora do festival interno do corrente 2018, o que até ao último momento esteve em aberto, mas final e para mim surpreendentemente não se confirmou.

    Parabéns e obrigado à AFRODITE pela divulgação

    Beijo musical/festivaleiro

    ResponderEliminar